24 fevereiro 2011

Booking through Thursday: Uma coisa velha, uma coisa nova

Não havendo diferenças significativas - preferes livros usados? Ou livros novos? (refiro-me ao volume em si, não à antiguidade do título). A tua preferência faz-te notar as diferenças entre um livro usado normal e um exemplar em bom estado, com capa em couro?
Obviamente que se estiver dentro das minhas possibilidades, prefiro adquirir um exemplar novo. Isto porque, claro, é novo, cheira a livro novo e as páginas não estão amarelas, manchadas pela humidade nem está o livro em risco de se desfazer.
No entanto obter livros novos já foi mais importante para mim; a partir do momento em que me inscrevi no Bookmooch, tive de aceitar que a maioria dos livros que iria receber, seriam em segunda (ou terceira, ou quarta) mão e que provavelmente não estariam nas melhores condições. Para grande surpresa minha, muitos das centenas de livros que recebi do site estavam em boas condições, quase novos mesmo. Tenho, claro, algumas edições bastante estragadas, com espinhas dobradas, paginas a cheirar a mofo e mesmo livros com riscos de marcador preto nas capas, mas constituem uma minoria.
Creio que ainda prefiro livros novos, com as capas vibrantes e atraentes de hoje em dia, mas não tenho problemas em adquirir versões mais antigas em alfarrabistas se quiser um livro que já não se encontra em circulação, por exemplo.

3 comentários:

Paula disse...

Gosto de livros novos, mas prefiro-os em segunda mão :)
Gosto que tenham um aspecto usado, não estragado.
Um abraço

slayra disse...

Eu não sei porquê prefiro comprar novos... acho que é por causa das capas que são tão engraçadas hoje em dia e às vezes compro um livro não só pela sinopse mas também pela capa. :)

Laura disse...

Tal como já disse no blog da Paula, não me importo de comprar livros usados. Não há é muitos alfarrabistas por aqui, infelizmente. Não gosto deles estragados, mas tenho alguns nessas condições (aparentemente, livros não têm protecções anti-cheias... Vá-se lá saber porquê.)

beijinhos*