12 novembro 2014

Opinião: Um Pequeno Escândalo (Patricia Cabot)

Um Pequeno Escândalo de Patricia Cabot
Editora: Quinta Essência/Leya (2013)
Formato: Capa mole | 416 páginas
Géneros: Romance histórico
Sinopse.

Mais uma leitura da autoria de Patricia Cabot.

Sinceramente, gostei mais deste livro do que do anterior (e primeiro) que li dela. As personagens e a história puxaram-me mais, a história pareceu-me mais intrigante e, no geral, achei que foi um livro melhor.

Kate Mayhew trabalha como precetora e dama de companhia mas já houve tempos em que se movimentava na alta sociedade londrina. Um escândalo que lhe destruiu a reputação e matou a família fez com que a jovem deixasse de ter lugar entre os ricos e privilegiados.

Por isso, é com alguma trepidação que Kate entra de novo nesse mundo quando Burke Traherne, um marquês, lhe oferece uma fortuna para tomar conta da sua endiabrada filha de dezassete anos, Isabel. Kate aceita e vai viver algumas peripécias, especialmente porque o aparecimento do homem que Kate julga ter sido o responsável pela sua desgraça e pela morte dos pais reaparece. Mas também porque a sua atração para com Burke vai crescer perigosamente.

Como já referi, uma leitura rápida e envolvente q.b. Estranhamente (não o fiz de propósito), este livro trata, como o anterior, de uma jovem caída em desgraça na sociedade, mas gostei mais da forma como Cabot explorou este tema do que da forma como Hunter o fez.

Achei que Burke e Kate tinham mais química do que as personagens do outro livro que li da autora, mas ainda assim não chegou àquele nível em que me parece que a narrativa, o romance fazem todo o sentido. Cabot não conseguiu ainda que acreditasse no romance, o que não é bom.

Umas das personagens de que mais gostei foi Isabel, a filha de Burke, que achei engraçadíssima. Tenho pena que tenha aparecido tão pouco.

Quanto à história do antigo inimigo de Kate, foi relativamente interessante com o passado misterioso e trágico de Kate e o também passado misterioso e trágico de Burke. Não acrescentou muito ao enredo principal (o romance), mas não foi penosa de se ler.

No geral, uma leitura agradável e rápida, mas não foi o melhor romance histórico que já li. Faltou alguma química entre as personagens e química é o ingrediente vital deste tipo de livros. Mesmo assim melhor do que a obra anterior que li da autora.

Sem comentários: