12 março 2011

Reciclagem... nas Capas (1)

Á semelhança do que fizeram as autoras dos blogues Estante de Livros e Bookeater/Booklover, também eu andei a fazer uma pesquisa sobre as capas dos livros portugueses... e descobri que tal como noutros mercados, aqui gostam também muito de "reciclar" as imagens das capas. Por isso decidi criar esta rubrica que tem basicamente o mesmo objectivo das "Capas Semelhantes" no Estante de Livros e o "Onde é que eu já vi isto?" do Bookeater/Booklover; obrigada a estes dois blogues pela ideia!

Ora vejamos o que encontrei esta semana...
  Esta capa inglesa de "Dracula" (Bram Stoker) tem ligeiras parecenças com a de "O Mago - Aprendiz" (Raymond E. Feist) da editora Saída de Emergência...

Não tenho a certeza se a segunda capa ("Sexually Explicit" de John Mitchell) não será de um e-book, mas mesmo assim é clara a semelhança com a edição portuguesa da obra de Karen Marie Moning ("Anoitecer").

E mais uma vez, a mesma imagem uma no segundo livro da série Casa da Noite ("Traída" de PC e Kristin Cast) e a outra numa antologia de contos fantásticos australiana.

As capas da série Casa da Noite parecem ser semelhantes às de romances estrangeiros também relacionados com vampiros; A capa de "Indomável" usa a mesma imagem do que esta edição de um livro de Charlaine Harris.

Eis que a capa de "Insaciável" (Meg Cabot), que até é a mesma em edições de várias línguas - a da Bertrand é igual à original americana - é adaptada, com alguns retoques, a outro livro com uma temática de vampiros: uma edição italiana de uma obra de Colleen Gleason.

12 comentários:

Laura disse...

LOL
Pergunto-me: farão isto por divertimento? utilizam as imagens mais na moda e isso acaba por criar coincidências? mero acaso? não lhes apetece gastar dinheiro a adquirir os direitos de outras imagens?

Mas não deixa de ter piada xD

slayra disse...

Penso que o mais provável é que a maioria das editoras usem imagens daqueles sites de "stock photo" que podem ser compradas a determinados preços... se calhar estas são mais baratas ou se calhar há poucas apropriadas ao tema (vampiros, etc). Não sei. :p

Cat SaDiablo disse...

Não é tanto que eles reciclem imagens de outras capas. É mais ambos irem buscar imagens à mesmas fontes. Isto acontece nos livros como acontece noutras coisas (publicidade e web design). Com os problemas que podem advir dos direitos de autor de uma foto que seja usada publicamente, a regra é comprar uma imagem. Ou melhor, comprar os direitos à sua utilização.
O que me parece é que deveria haver algum tipo de sistema de controlo de utilização prévia. Sei lá, algo do género: "esta foto já foi comprada por x utilizadores" e se possível publicar o trabalho final.
Parece-me um bocado utópico, mas pronto xD

cris disse...

Falta de imaginação?!
http://otempoentreosmeuslivros.blogspot.com

Sandro disse...

Lei da preguiça =P

p7 disse...

Estou a ver que isto ainda é mais comum do que imaginava. A capa que me deixou boquiaberta foi a capa do Insaciável com a capa italiana. Via Goodreads parece que o livro italiano até foi publicado primeiro, o que para mim é estranhíssimo já costumam ser as capas americanas a ser "copiadas" e não o contrário. :P

P.S.: Muito obrigada pela menção! :D

A minha biblioteca disse...

Lei do menor esforço!

Hoje em dia já não sabem ser original.

P.s. - Devido a problemas técnicos com o meu blogue tive que mudar de endereço e visto que és minha seguidora achei por bem avisar-te!
O novo endereço é:
http://aminhapequenabiblioteca.blogspot.com/

Boas leituras!

Célia M. disse...

Lindo!
Adoro ver estas comparações :)

slayra disse...

cat: yah, acho que as empresas de stock photo não querem saber quantas vezes se usa a mesma imagem, desde que lhes comprem os direitos da mesma... e depois temos o resultado, lol.

cris e Sandro: falta de imaginação e/ou preguiça não sei, porque o tratamento das imagens até está bastante bom, melhor na maioria das capas portuguesas do que nas estrangeiras, me thinks. Talvez seja mais é que fique mais barato comprar uma imagem online do que contratar uma modelo, fotógrafo e alugar um espaço para criar uma capa original... para já não falar depois de toda a edição necessária com a adição de efeitos especiais e tal que tem de ser feita por um especialista em design (mas talvez isso já tenham).

p7: realmente é estranho, até porque a capa é a de quase todas as edições mundiais do livro da Meg Cabot. O_O De nada; crédito para a tua excelente rubrica, aquela confusão da mulher da trança na última edição fez-me rir, lol.

a minha biblioteca: obrigada pelo aviso, já actualizei o link! :D

célia: eheh, eu também. Especialmente porque as editoras portuguesas fizeram realmente um bom trabalho de edição. ^_^

Célia M. disse...

Se quiseres acrescentar esta :)

http://preview.filesonic.com/img/90421.jpg

LopesCa disse...

Gostei de ver as comparações :)

slayra disse...

Célia, essa escapou-me e até já conheço a autora e tenho visto os livros dela por aí. LOL. :D