12 março 2011

Opinião: Em Chamas (Suzanne Collins)

Em Chamas de Suzanne Collins
Editora: Editorial Presença (2010)
Formato: Capa mole | 268 páginas
Géneros: Ficção Científica, Lit. Juvenil
Sinopse (Wook.pt): "Depois de no primeiro volume Katniss se oferecer para substituir a irmã mais nova nos Jogos da Fome, que têm como lema «matar ou morrer», contra todas as expectativas, não só Katniss Everdeen venceu os Jogos da Fome, como pela primeira vez na história desta competição dois tributos conseguiram sair da arena com vida. Os dois jovens Katniss e Peeta tornaram-se agora os rostos de uma rebelião que nunca esteve nos seus planos. E o Capitólio não olhará a meios para se vingar… Um ritmo constante de adrenalina numa obra que promete tornar-se uma das leituras mais viciantes do ano."
Aviso: Contém alguns SPOILERS!
"Em Chamas" é o segundo livro da trilogia "Jogos da Fome", publicada em Portugal pela Editorial Presença. Podem ler a minha opinião do primeiro livro aqui.

Neste segundo volume, Katniss volta ao Distrito 12, a sua casa, depois de vencer a edição mais polémica de que há memória, dos Jogos da Fome ; nestes jogos, não só saíram dois vencedores da arena - Katniss e Peeta - como um deles (a nossa heroína - e uso o termo com reservas) cometeu impensadamente um acto simbólico de rebeldia contra o todo-poderoso Capitólio.

Assim, apesar da riqueza e estatuto que lhe dá a sua nova posição, Katniss sente-se inquieta e não sabe se o Capitólio lhe perdoará as suas acções, apesar do seu objectivo ter sido salvar uma vida e não revoltar-se. Quando começa a ouvir rumores (bem escondidos pelo Capitólio) de que os ânimos nos diferentes distritos começam a exaltar-se, Katniss teme o pior para si, Peeta, a sua família e o seu verdadeiro amor e amigo de infância, Gale. E esse temor mostra-se justificado pois as perversas forças do Capitólio decidem que tanto Katniss e Peeta devem entrar, novamente, na arena dos Jogos da Fome; algo que devia ser impossível.

Devo dizer que gostei mais deste segundo livro do que do primeiro. Apesar da autora reciclar a ideia principal da primeira obra - Katniss e Peeta voltam a combater outros tributos nos Jogos da Fome - existem acontecimentos paralelos a esta linha de acção que tornam o livro um pouco mais complexo e interessante. Refiro-me, claro "às chamas" que se espalham rapidamente pelos Distritos e as sublevações consequentes. Por alguma razão, o acto de Katniss faz despertar a esperança da populaça com mais eficácia do que a crueldade repetida de verem os seus entes queridos serem massacrados numa arena todos os anos.

Isto resultou numa progressão real da história ao contrário do que aconteceu no primeiro livro, onde quase não não houve avanço na história senão mesmo no final.

Apesar de tudo, o enredo continua a evoluir lentamente e fazendo o balanço, muito pouco aconteceu nos dois livros, que são ocupados maioritariamente com descrições dos Jogos da Fome (estou curiosa para saber como é que a autora vai conseguir resolver a batalha épica que se avizinha em apenas um livro). Claro que mesmo estes Jogos são diferentes dos primeiros, algo estranho se passa entre alguns dos tributos. Infelizmente, a única perspectiva que temos dos acontecimentos é a de Katniss e deixem-me dizer-vos ela é, de longe, uma das piores protagonistas sobre as quais já li. Tem aquilo que os ingleses chamam "a one track mind" e que nós traduziríamos como "duas palas de lado como os burros" e apesar de registar a estranheza das acções de alguns dos tributos não tenta descodificar o que possa estar por detrás delas.

Digamos que Katniss é, neste livro, um ornamento, um símbolo e pouco mais... a verdadeira acção acontece independentemente dela o que me agradou por um lado (porque, como digo, a rapariga é um pouco tapadinha) e me desagradou por outro porque significou que tanto ela como o leitor são tratados a uma explicação sumária e apressada do que se passou apenas no final do livro.

Outra coisa de que não gostei (ou continuo a não gostar) foi do teor narrativo de Katniss. A personagem continua a parecer-me estranha, pouco emotiva. Creio que a escrita da autora é a culpada. Katniss não é, necessariamente uma pessoa sem emoções; no entanto Collins parece ter dificuldades em pôr as emoções da sua protagonista no papel. É-nos dito, pela própria Katniss que sente isto ou aquilo, mas não há descrição das sensações que acompanham esses estados de espírito, pelo que o leitor fica (ou pelo menos eu fiquei) com a impressão de que as emoções de Katniss são de algum modo, falsas ou incompletas. Já as outras personagens (vistas segundo a percepção da heroína) são muito mais emotivas, pelo que este 'defeito' é apenas reservado a Katniss.

Concluindo, no geral, "Em Chamas" foi uma leitura mais agradável do que "Os Jogos da Fome". Há mais a acontecer e é-nos dada (embora de forma muito insuficiente) mais alguma informação sobre o misterioso Distrito 13. Creio notar uma evolução positiva ao longo dos livros, com a sua crescente complexidade em termos de enredo e desenvolvimento de personagens, pelo que espero que o terceiro livro seja uma boa conclusão da trilogia. Uma leitura interessante, recomendada para os amantes de "Distopia" e ficção científica "leve" (ou seja com pouca explicação de conceitos científicos, lol). Creio que é uma boa série para o público juvenil, mas que apelará também aos adultos que se interessem por mundos futuristas distópicos.

7 comentários:

Ana C. Nunes disse...

Se achaste que a Katniss não passou de um 'ornamento' neste segundo livro, então espera até leres o terceiro. Vais arrancar cabelos!
Mas nunca se sabe se não vais acabar por gostar do desfecho da saga. Eu não gostei, mas há quem tenha adorado.

slayra disse...

Irritou-me um pouco que ninguém tenha dito à rapariga sobre o plano, especialmente o Gale que até sabia da resolução dela de "fazer frente" aos mauzões. Foi uma das únicas vezes no livro em que disse sinceramente "Go Katniss!"

Laura disse...

Tenho uma grande vontade de ler esta trilogia. Mas como não li ainda nenhum livro, não li a review x) Gosto de ler sem saber o que acontece :)

*

slayra disse...

Lol, os spoilers não são muitos, mas realmente é melhor leres primeiro os livros, não te quero estragar a leitura! :D

jen7waters disse...

Oh...não esperes um desfecho com uma batalha muito épica :( *sigh* para mim nesse aspecto (e noutros...) o Mockingjay foi um autêntico FAIL, mas é como a Ana diz, pode ser que gostes. Até faço figas!

A Katniss é mesmo muito fria *.*

slayra disse...

Não? :( Oh. Bem, ao menos estou avisada... O_O

Não é que a rapariga seja fria é mais que ela diz "estou triste" mas não demonstra que está triste... O_O Como digo na review, falha da autora... podia escrever algo como "senti um peso no coração" ou algo do género. Não sei se estou a fazer muito sentido, mas foi a impressão com que fiquei... >_>;

jen7waters disse...

Infelizmente faz sentido. *sigh*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...