26 agosto 2011

Opinião: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (JK Rowling)

Editora: Editorial Presença (2000)
Formato: Capa Mole | 343 páginas
Idioma: Inglês
Géneros: Lit. Infanto-Juvenil, Fantasia, Fantasia Urbana
Descrição (Goodreads): "Faltavam ainda algumas semanas para o fim de mais umas horrendas férias de Verão com os Dursleys, quando Harry ouve a triste notícia da vinda da detestável tia Marge! Quebrando as leis de Hogwarts, Harry não resiste a usar os seus poderes de feiticeiro e acaba por abandonar a casa dos tios, deixando a perplexa tia Marge, mais inchada do que um balão, a flutuar junto ao tecto da cozinha dos Dyrsleys... Mas este terceiro ano de Harry Potter na Escola de Magia e Feitiçaria esconde perigos insuspeitos.
De Azkaban, a prisão-forte para feiticeiros, evade-se o prisioneiro mais temido, Sirius Black, que muitos dizem ser o fiel servidor de Voldemort, o Senhor das Trevas.
E porque repetiria ele, durante o sono, a frase: «Ele está em Hogwarts... Ele está em Hogwarts»? Estaria a referir-se a Harry Potter? Tudo indica que sim. O nosso herói não está a salvo nem mesmo dentro das parades da Escola, agora que o lado negro está a reunir as suas forças.
A atmosfera em Hoqwarts trona-se cada vez mais tensa. Quem é, afinal, Sirius Black? Porque é que os Dementors, os guardas de Azkaban, têm um efeito tão devastador sobre Harry? Haverá realmente um traidor entre os seus amigos de Hogwarts? A cada nova aventura, Harry enfrenta forças mais poderosas, a cada nova aventura, levanta-se um pouco mais o véu que esconde os mistérios da sua família..."
AVISO: Contém SPOILERS! 
Devo dizer que me tem sido difícil escrever opiniões ultimamente, em especial no que toca aos livros desta série. Creio que isto se deve ao facto desta ser uma saga que aprecio especialmente e que tem muito valor para mim em termos literários. Por isso, se esta opinião parecer... desconjuntada... bem, já sabem porque é. Mais ou menos.

"Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban" leva-nos de volta ao fantástico mundo da feitiçaria criado por J.K. Rowling.
Harry e os amigos preparam-se para mais um ano em Hogwarts, a escola dos feiticeiros. E tal como nos outros anos, o perigo e a aventura parecem persegui-los: desta vez vão ter de lidar com Sirius Black, um feiticeiro negro muito poderoso que conseguiu a proeza de escapar de Azkaban, a prisão mais segura do mundo. Black anda à solta e à procura de Harry Potter, a quem culpa pela queda de Voldemort.

Neste terceiro livro, Rowling continua a surpreender-nos com o seu mundo mágico. A mistura imaginativa de mito, realidade conferem ao mundo de Harry Potter um ambiente misterioso e intrigante. Mais pormenores são adicionados; à medida que Harry descobre novos feitiços e novas poções, o leitor vai aprendendo mais sobre o universo escondido dos feiticeiros.

A história continua a ser dirigida para o público juvenil mas nota-se uma ligeira diferença na narrativa: afinal, as personagens estão mais crescidas e creio que a passagem da infância para a adolescência começa neste livro e é notória. O enredo dá-nos também informações preciosas sobre o passado dos pais de Harry e sobre a primeira guerra contra o Voldemort; este é um livro importante porque alguns dos acontecimentos terão repercussões em livros posteriores (e isto seria óbvio mesmo para quem não tivesse lido os livros a seguir), mas não é um livro essencial.
Ou seja, apesar da autora começar neste livro a desenvolver mais o enredo que diz respeito a Harry Potter e a Voldemort, fá-lo ainda utilizando a 'fórmula' dos livros anteriores, com um mistério e pistas que culminarão no final do livro (e do ano) num desfecho satisfatório mas algo aberto.

Alguns dos conceitos mais fascinantes do mundo de Rowling estão neste livro. Os Animagus, o mapa do Salteador, Azkaban e os Dementors são alguns exemplos daquilo que faz com que estes livros sejam diferentes da maioria das ofertas do género.

No geral, "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban" é mais um óptimo livro juvenil que começa já a mostrar alguma complexidade de enredo a juntar à crescente complexidade do fascinante universo criado por Rowling. Uma óptima leitura.

Relido para a Leitura Conjunta Harry Potter

Sem comentários :