30 setembro 2012

Curtas: O romance está no ar!

Ora bem, aqui vão mais algumas mini-opiniões. Muitos blogues (o Este meu Cantinho, o Bookeater/Booklover e o Cuidado com o Dálmata) chamam a este formato "Curtas" em vez de "mini-reviews" e depois de alguma consideração decidi adoptar também esta designação, que me parece mais adequada e chamativa. Espero que as donas destes blogues não se importem! :)

Esta edição das "Curtas" foca-se em alguns romances históricos que li mas sobre os quais não tenho muito a dizer.

What I did for a Duke
Autor: Julie Anne Long
Série: Pennyroyal Green, #5
Editor: Avon - 2011
Páginas: 371
Mini-Review: Um romance histórico passado no período da Regência Inglesa (1811-1820). Foi uma leitura rápida e envolvente, que não me surpreendeu minimamente pois tem todos os ingredientes típicos deste tipo de livros: uma heroína, um herói e um romance. O desenvolvimento das personagens é incipiente e o desenvolvimento do romance é previsível, mas achei que os protagonistas tinham química, o que para mim, é fundamental neste tipo de livro.
Uma boa leitura para relaxar, para quem gosta do género.


Wicked Intentions
Autor: Elizabeth Hoyt
Série: Maiden Lane, #1
Editor: Grand Central Publishing - 2010
Páginas: 382
Mini-Review: A maioria dos romances históricos passam-se durante a Regência ou durante a época Victoriana (1837-1901). Esta autora vai mais longe e situa os seus romances no século XVIII. Isto pode não parecer significativo, mas na verdade requer muito mais pesquisa, uma vez que a época Georgina é mais rica em termos de mudanças sociais. Neste livro Hoyt explora diversos temas desde a doutrina Puritana até às instituições de caridade da época, passando pelas condições de vida das classes mais baixas (algo que raramente se vê neste género de obras, que se focam na aristocracia inglesa).
Achei que a autora tentou desenvolver demasiadas linhas de acção (o enredo romântico, o passado dos protagonistas, os problemas da irmã da heroína e assassinatos misteriosos) o que fez com que, por vezes, o foco do livro se tornasse pouco claro. 
Ainda assim, foi uma leitura intrigante pelas descrições da época e pelos temas abordados, apesar de o romance me ter parecido um pouco brando e irrealista. O facto da autora ter investido noutras linhas de acção, enriqueceu o livro. Interessante.


Peripécias do Coração
Autor: Julia Quinn
Série: Bridgertons, #2
Editor: Asa - 2012
Páginas: 384
Mini-Review: Julia Quinn foi uma das primeiras autoras que li dentro deste género e terá sempre um lugar especial nas minhas estantes. Apesar de ter encontrado autoras de que gosto bastante, Quinn é... Quinn.
Este é o segundo livro da série Bridgerton e foi publicado recentemente em Portugal (de notar que li a versão inglesa).
Como sempre, gostei. Quinn tem um humor espectacular e as lutas e debates acesos das personagens principais são sempre um prazer de ler. 
Em Peripécias do Coração temos um visconde decidido a não casar por amor e uma jovem cheia de génio. Quando os dois colidem, saltam faíscas e não é só de atracção.
Em suma, não posso deixar de recomendar estes livros a quem gosta de romance histórico. Quinn é realmente uma espécie de Jane Austen moderna!

4 comentários:

jen7waters disse...

Ainda não tinhas lido o The Viscount Who Loved Me? whaaa?!

slayra disse...

Lol! Não queria que a série "acabasse" oficialmente. :)

jen7waters disse...

Mas só te faltava ler este da série? É tão lindo! <3

slayra disse...

Só. Agora já li tudo. :/