07 março 2014

Opinião: Aprendiz de Assassino (Robin Hobb)

Aprendiz de Assassino by Robin Hobb
Editora: Saída de Emergência (2009)
Formato: Capa mole | 382 páginas
Géneros: Fantasia
Descrição (GR): "O jovem Fitz é filho bastardo do nobre Príncipe Cavalaria e cresce na corte do Rei Sagaz. Marginalizado por todos, o rapaz refugia-se nos estábulos reais, mas cedo o seu sangue revela o Talento mágico e, por ordens do rei, é secretamente iniciado nas temidas artes do assassino. Quando salteadores bárbaros atacam as costas, Fitz enfrenta a sua primeira e perigosa missão que o lançará num ninho de intrigas. E embora alguns o encarem como uma ameaça ao trono, talvez ele seja a chave para a sobrevivência do reino. Com uma narrativa povoada de encantamentos, heroísmo e desonra, paixão e aventura, o Aprendiz de Assassino inicia um das séries mais bem-amadas da fantasia épica."
"Aprendiz de Assassino" é o primeiro livro da Saga do Assassino (The Farsee Trilogy), que se centra na personagem (ou pelo menos o primeiro livro fá-lo) de FitzCavalaria, o filho bastardo do príncipe herdeiro dos Seis Ducados, Cavalaria. Filho de um príncipe cuja integridade é considerada ao extremo pelo povo, Fitz sofre o estigma de ser um filho bastardo e de ter, de certa forma, contribuído para a queda moral do pai.

A ação desenvolve-se num mundo "fantástico" bastante genérico, por agora. Temos os Seis Ducados, que estão constituídos mais ou menos como um mundo medieval feudal, umas ilhas cheias de piratas e o povo da montanha, que tem costumes vagamente asiáticos. Temos o habitual panteão de deuses e divindades mais ou menos presentes (neste caso, menos, até agora) e uma mitologia algo confusa que envolve Anciãos e uma linhagem de pessoas que possui um "Talento". Até aqui, nada de especial, certo?

O ponto forte são as personagens. Fitz é um rapaz sossegado e intrigante, mas para já não se evidencia muito. Personagens como Breu, a Dama Timo (eh), Paciência, o Bobo, Castro e mesmo os cães Ferreirinho e Narigudo, dão cor a este mundo que por enquanto não parece ter nada que o distinga de tantos outros reinos de fantasia.

O Bobo é uma das personagens mais enigmáticas, tanto pela sua aparência "diferente" (não dá bem para termos uma ideia, mas percebe-se que é diferente) como pela sua forma de falar e pelo mistério que o rodeia. Misteriosos são também os vilões deste livro, os Ilhéus que pilotam os Navios Vermelhos e transformam os seus reféns em pessoas sem alma.

Este volume começa com a infância de Fitz, como descobre a sua identidade e como é acolhido pelo Mestre dos estábulos, o Castro. E como depois é treinado nas artes do assassínio (aqui achei que a autora podia ter dado mais pormenor; a descrição do treino de Fitz é um pouco vaga). Tem, pois, um começo algo lento. As primeiras páginas não contêm acontecimentos de monta, fala-se apenas da infância semi-despreocupada de Fitz, da sua amizade com Castro e Narigudo e da descoberta do seu talento para a "Manha". Mas quando conhecemos Breu, o assassino da corte, tudo muda. A narrativa ganha vida, Fitz vai crescendo e vivendo e nós com ele.

Fiquei um bocado desapontada por nunca sabermos exatamente o que é o "Talento". Hobb parece deixar muito à imaginação dos leitores, dando muito pouca descrição sobre o aspeto das personagens e as características do "Talento" e da "Manha". Tenho esperanças que em livros posteriores ela desenvolva mais estas vertentes.

Em geral, um livro claramente introdutório mas que revela já linhas de ação intrigantes: quem é o Bobo? Quem são os Ilhéus e como conseguem "forjar" as pessoas? O que é na realidade o Talento e qual é a sua relação com a Manha? E qual será o destino de Fitz nos livros posteriores? Posso dizer que é um mundo que gostarei de revisitar. Uma série de fantasia a seguir.

2 comentários :

nuno chaves disse...

Gostei bastante desta saga (em Portugal, estupidamente dividida em 5 pedaços)
As tuas dúvidas serão respondidas no próximo volume, que corresponde à segunda metade do original.
Irás entrar em Ponto de rebuçado com "A Corte dos Traidores"
Tenho a certeza de que irás gostar desta série.
Boas leituras

slayra disse...

Lol! Obrigada! Ainda estou mais curiosa agora. :)