06 agosto 2014

Opinião: Desejo (J.R. Ward)

Desejo de J.R. Ward
Editora: Quinta Essência/Leya (2011)
Formato: Capa mole | 488 páginas
Géneros: Romance paranormal, Fantasia urbana
Sinopse.

Tal como o primeiro livro, este segundo volume da série Anjos Caídos foi uma leitura leve e compulsiva.

Neste livro, Jim Heron, o relutante peão que irá decidir o destino da batalha entre o Bem e o Mal tem mais uma alma para salvar. É Isaac Rothe, um antigo colega das Forças Especiais que, como ele fugiu da sua vida de sombras e assassinatos. Infelizmente o chefe de ambos, Matthias descobriu o paradeiro de Rothe e tudo fará para o eliminar. E Devina, a rival sádica de Jim tudo fará para que ele falhe.

Depois dos acontecimentos do livro anterior, Jim ganhou novas habilidades e um par de asas que irão ajudá-lo a deslocar-se durante as suas buscas. E desta vez, Jim não poderá contar com a ajuda dos arcanjos que o recrutaram.

Como já mencionei acima, Desejo foi uma leitura rápida e envolvente. Algumas partes deixaram-me, admitidamente desconfortável, mas isso só prova que a autora teve sucesso em criar cenários realistas e perturbadores.

A fórmula é bastante semelhante à do primeiro livro: temos a alma a salvar (um homem torturado e alfa) e uma mulher, muita atração e Jim Heron e companhia lá pelo meio a tentarem fazer de tudo para que o bem saia vencedor.

Jim é uma personagem bastante secundária neste livro, estando quase sempre nos bastidores. A autora dá-nos mais alguma informação sobre a sua "mitologia base" dos anjos caídos, do céu e do inferno, e parece estar a criar um mundo muito próprio tendo como base o Cristianismo. Mas este livro não avança muito a história geral (a grande batalha, por assim dizer) e foca-se mais na relação entre os protagonistas da obra (Isaac e Grier) pelo que parece mais romance contemporâneo do que outra coisa.

No geral, uma boa leitura, que me manteve agarrada ao longo das suas muitas páginas. Não avançou grandemente a história geral exceto no aspeto em que mais uma alma foi "alvo" de Jim e dos seus adversários, mas fez-me querer continuar a ler para saber o que se irá passar. A adição de Sissy também me deixou com bastante curiosidade. Para mim, uma série a acompanhar e um guilty pleasure.

Sem comentários: