22 fevereiro 2010

Opinião: A Princesa de Gelo (Camilla Läckberg)

A Princesa de Gelo de Camilla Läckberg
Editora: Oceanos (2009)
Formato: Capa Mole | 399 páginas

Géneros: Mistério / Thriller 
Sinopse.

Depois da obra de Stieg Larsson me ter supreendido pela positiva, decidi experimentar outros autores norte europeus. Camilla Läckberg pareceu-me a escolha ideal; não só foi publicada em Portugal pela mesma editora (Oceanos), como é apelidada de "A nova Agatha Christie que vem do frio" na capa desta obra. Visto que Agatha Christie continua a ser uma das minhas autoras de livros de mistério preferidas, decidi experimentar.

Pena que Camilla Läckberg não tenha nada a ver nem com Christie nem com Larsson. Falta-lhe a habilidade que, na minha humilde opinião, Agatha Christie tem de conceber um mistério intrincado que se apoia especialmente nas características psicológicas das personagens; falta também a Läckberg o talento para desenvolver personagens interessantes (que tanto Larsson como Agatha Christie possuem).

Assim, a este livro faltam, claramente, alguns elementos essenciais que fazem de uma obra deste género uma leitura interessante.

Não achei que as personagens fossem particularmente envolventes ou estivessem bem desenvolvidas e as suas interacções pareceram-me forçadas e pouco realistas.

O modo como resolveram o mistério também não me satisfez pois pareceu-me que tanto Erica como Patrik (que é um polícia, atenção) tinham poderes dedutivos muito incipientes. Mais, não vemos muito processo de dedução ou mesmo ao longo do livro; na verdade os dois protagonistas só conseguiram resolver o mistério porque encontraram algumas pistas (como recortes de jornal, etc) muito óbvias que até uma criança pequena conseguiria, com algum tempo, decifrar.
Senti-me quase como se estivesse a assistir a um episódio de "Scooby-Doo"... de vez em quando Patrik ou Erica encontravam algo, uma peça do "puzzle" e só faltava dizerem "Aha! Uma pista!". Ainda mais irritante: quando tal pista era encontrada, o leitor não era informado acerca da sua natureza; ou seja, na altura em que um dos protagonistas encontrava um objecto suspeito que o fazia ter um "momento Eureka", o leitor continuava às escuras uma vez que não nos era dito que objecto era esse.

Mesmo assim, demoraram uma eternidade a juntar todas as "peças" e quando o fizeram finalmente, já eu tinha adivinhado toda a história. Por isso suponho que podemos acrescentar "Previsível" à lista de defeitos desta obra.

Detalhes da versão original:
Título: Isprinsessan
Série: Fjällbacka
Ano:  2004

Sem comentários: